O Auto da Alma

O Auto da Alma

 

Devido ao sucesso do espetáculo “A greve do Sexo – Lisístrata”, elaboramos em conjunto com a Faculdade Guaianás uma apresentação literária de “O auto da Alma”, de Gil Vicente, por mim adaptado.

O elenco foi composto por alunos do curso de Letras que, nesta época, integravam o Núcleo Teatral da Faculdade Guaianás, sob minha coordenação.

O texto trata do dilema que a “alma humana” passa por ter de um lado o Diabo mostrando-lhe os prazeres da vida: as joias, a riqueza, o poder; de outro, o Anjo lhe mostra ser necessária a sua salvação, pois era uma Alma pecadora, coberta de vaidade e que as coisas materiais nesta terra teriam de ficar.
Em alguns momentos de fraqueza e deslumbre acaba cedendo ao Diabo, mas com a persistência do Anjo em mostrar o caminho da salvação ela o segue até a Igreja, onde é recebida por Santo Agostinho, Santo Ambrósio, São Jerônimo e São Tomás com banquete e orações, exaltando assim a importância da igreja.